Fortalecimento da Rede Nhandereko e da Central de Turismo de Base Comunitária

Empreendimentos solidários associados à visitação em áreas protegidas.

ICONES_RGB-02.png
ICONES_RGB-04.png

ÁREAS MARINHAS
PROTEGIDAS

NEGÓCIOS ASSOCIADOS À CONSERVAÇÃO

Período

setembro de 2019 a setembro de 2021.

Localização

Ubatuba (SP), Paraty e
Angra dos Reis (RJ).

Parceiros

Associação de Moradores do Quilombo do Campinho – AMOQC, Fórum de Comunidades Tradicionais de Angra dos Reis, Paraty e Ubatuba, Observatório Territórios Saudáveis e Sustentáveis da Bocaina – OTSS.

Links relacionados

https://www.otss.org.br/post/rede-nhandereko-caminha-na-construcao-da-central-de-turismo-de-base-comunitaria-tbc

A Rede Nhandekero integra as comunidades caiçaras, indígenas e quilombolas que participam do Fórum de Comunidades Tradicionais da região da Bocaina, nos municípios de Ubatuba em São Paulo, e Paraty e Angra dos Reis no Rio de Janeiro.

 

Em parceria com o FCT, com a Rede e as comunidades tradicionais, o Instituto Linha D’Água apoia um projeto para fortalecer a prática do Turismo de Base Comunitária, que busca associar a manutenção da identidade cultural, promovendo geração de renda e inclusão produtiva, e também preservar os modos de vida tradicionais, além da implantação de uma Central de Turismo de Base Comunitária.

 

A partir de uma incubadora de tecnologias sociais, o apoio oferecido vem contribuindo para qualificar os processos de organização dos atores locais, dando continuidade à congregação dos roteiros de visitação da região e das comunidades que integram a Rede Nhandekero, fortalecendo suas atividades e a tomada de novas decisões.